Ver perfil

Correio Elegante - O cupido emplumado

Assine o Correio Elegante, minha newsletter semanal. Ela chega todas as sextas-feiras na sua caixa de e-mails. Repasse aos amigos, divulgue. É grátis. Para assinar, clique aqui.
Paris por um triz, o livro
Desfrute das aventuras de Adaô na Paris do início dos anos 90. Links para comprar: lojinha do Adão, Zarabatana Books, Itiban e Amazon.
O cupido emplumado
Quem diria que nosso herói perderia a inocência em um quarto barato de Amsterdam. E com um canibal de alguma ilha remota dos mares do sul medindo mais de dois metros e algo de altura e pesando quase duzentos quilos. É, meu amigo, com um grandalhão desses, você vai perder não só a inocência, como algumas partes íntimas da sua anatomia ficarão irreconhecíveis. O estrago será tão grande que vai assombrar até o responsável pela autópsia.
Depois de um tempo parado logo atrás de Adaô, o gigante acende o cachimbo. Nem o bafo no cangote de sabor adocicado com toque de baunilha e açúcar queimado consegue romantizar o momento. Após um par de tragadas e alguns minutos que pareceram demorar horas, o gigante volta até sua cama e se deita. Em seguida ele adormece e só então nosso herói pode relaxar.
“Antes dormir com um canibal sóbrio do que com um cristão bêbado”. O jovem cartunista lembra da frase do livro Moby Dick e repete ela mentalmente muitas vezes. O mantra acaba funcionando e logo ele apaga.
No dia seguinte, nosso brasileirinho é acordado pelo grasnar de um corvo que aterrissa na janela. Ao contrário da maioria das pessoas que acreditam que eles atraiem má sorte, Adaô adora essas aves. São bichos inteligentíssimos, uma pena que não se adaptem ao calor dos tristes trópicos. É claro, um bicho esperto desses não quer nem chegar perto da bagunça que é o Terceiro Mundo.
Ao perceber que está vivo, nosso herói respira aliviado. Ele não foi comido, nem sodomizado pelo canibal. Adaô adora a vida, gosta de ser feliz e pretende morrer de velho.
A cama ao lado está impecavelmente arrumada, indicando que o selvagem talvez não seja tão selvagem assim.
Nosso herói aproveita que a barra está limpa para pegar uma ducha. Logo depois desce para tomar o café da manhã.
Ao chegar no refeitório, leva um susto ao dar de cara com o roommate tomando um suco com o dedo mindinho levantado. Seus olhares se encontram e Adaô pensa em dar meia volta só que o gigante faz um sinal oferecendo o lugar na sua frente. Meio contrariado, o jovem cartunista aceita o convite para dividir a mesa com ele.
Confirmando o ditado popular “as aparências enganam”, o roommate é o oposto do que seu visual tosco sugere. Noah, um belga da região de Flandres, é uma pessoa educada e atenciosa. Durante o café ele conta que está indo para Rotterdam onde pretende fechar um contrato para trabalhar no porto.
Com discreção de detetive profissional, Adaô pergunta mais detalhes sobre a viagem. Quer saber quantas horas o cara vai ficar fora da cidade e se dá tempo de arrastar a espanhola para o hotel.
— Vou almoçar por lá e devo voltar só a tardinha — entrega o estivador.
Pronto, acabou a maré do azar do nosso brazuca preferido. O corvo, só pode ter sido ele, trouxe toda a sorte do mundo. Aquele pássaro negro tão injustiçado pelos supersticiosos é na verdade um cupido de bico e penas negras. O sofrimento acabou. Adaô é todo sorriso por dentro. Seu corpo se ilumina como se estivesse em estado alfa sem ao menos ter precisado mergulhar na meditação. Daqui para a frente é só alegria, tudo vai dar certo.
Adaô se anima e começa a imaginar a espanhola nua. Quando pensa na palavra “espanhola” lembra que essa posição sexual pode ser incluída no treinamento de procriação que logo mais vai rolar no quarto 304.
Assim que terminam o café, saem do hotel juntos e pegam um bonde até o centro.
Os dois se despedem em frente a Centraal Station. Enquanto Noah entra para pegar o seu trem, Adaô voa para o albergue onde está hospedada a bascatalã.
No caminho, um outro corvo chama a sua atenção. O pássaro parece que o acompanha, com pequenos saltos e voos rasteiros. Como um cúmplice, parece piscar e sorrir para o nosso herói. Não sei se pássaros podem piscar os olhos ou dar um sorriso. Mas isso não importa, o mundo é um mistério que nunca vai ser desvendado e o importante é viver o momento. O aqui e o agora e aproveitar quando um cupido dá o ar da sua graça para lembrar que você está vivo. 
 
Continua.
Homem-Legenda
Novidade na loja. Prints da imagem em diversos tamanhos e tipos de papel. Clique aqui para ver.
Pinturas originais
Novas pinturas disponíveis na lojinha. Clique aqui para ver.
Aline Completinha
Graças à uma nova gráfica on demand no Brasil, com preços bem mais em conta, você vai finalmente poder completar sua coleção da personagem mais tarada dos quadrinhos. Na Um Livro, na Submarino e na Amazon.
Strip Me + Adão.
Essa parceria já rendeu mais de 70 estampas para camisetas. Para ver a coleção, clique aqui.
Meu gosto é simples, só gosto do que eu não posso ter.
Curtiu essa edição? Sim Não
Adão Iturrusgarai

Correio Elegante

Para cancelar sua inscrição, clique aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Created with Revue by Twitter.