Ver perfil

Correio Elegante - Nomdedeu

Assine o Correio Elegante, minha newsletter semanal. Ela chega todas as sextas-feiras na sua caixa de e-mails. Repasse aos amigos, divulgue. É grátis. Para assinar, clique aqui.
What's up, duck?
What's up, duck?
Paris por um triz, o livro
Desfrute das aventuras de Adaô na Paris do início dos anos 90. Links para comprar: lojinha do Adão, Zarabatana Books, Itiban e Amazon.
Nomdedeu
Se tivesse asas, como o corvo que o acompanha, nosso herói voaria até o albergue onde está sua cara-metade. Ansioso, aperta o passo e acaba tropeçando na beira do canal. Teve sorte, por meio metro não caiu na água.
Numa esquina do centro histórico, ele fica em dúvida se deve dobrar à esquerda ou à direita. E agora? Enquanto a indecisão paira, sente uma rajada de vento sobre a cabeça. É o corvo! Seu guia emplumado dá duas voltas sobre ele e em seguida entra à esquerda. Adaô entende o recado e corre atrás do bicho. Esquerda, direita, cruza a ponte do canal Bloemgracht e continua nessa direção por três quadras. O pássaro tem fôlego de atleta e não diminui o ritmo obrigando o jovem cartunista a disparar e se arrepender de todos os Gitanes que fumou nos últimos meses.
Cinco quadras adiante, guiado pela bússola de penas, o brazuca dobra à direita e dá de cara com o tão cobiçado albergue.
Nosso herói fica de cabelos em pé quando vê a placa com o nome da rua: Anjelierstraat! Sua pretendida está hospedada numa rua com o nome quase igual ao do seu mestre, o Angeli. O desenhista dos trópicos interpreta isso como uma confirmação de que ele vai se dar bem, afinal o cupido emplumado tem superpoderes e é capaz de mexer os pauzinhos do destino para que ele encontre a bascatalã.
O corvo pousa em cima do letreiro de neon do hostel, que está apagado e, antes de desaparecer entre os prédios da Veneza do Norte, se despede batendo continência com a asa. Agradecido, Adaô devolve o gesto e entra no albergue.
I’d like to talk to Begonia.
— Sabe o sobrenome dela? — pergunta a recepcionista.
— Não… só sei que ela é espanhola.
Enquanto a garota checa o livro de hóspedes, Adaô tenta encontrar sua alma gêmea entre os hóspedes que estão no salão. Nada. Nenhum sinal da fofa. Se ela já foi embora, é possível que eles nunca mais se encontrem, não trocaram telefone nem endereço.
Por sorte a atendente traz boas notícias.
— Begonia Nomdedeu… pode ser?
— Com certeza é ela. Impossível ter duas Begonias hospedadas aqui.
Enquanto a funcionária tenta ligar para o quarto, o jovem cartunista começa a divagar no sobrenome da bascatalã. “Nome de Deus” é supercatólico. E isso não é um bom indício, porque nosso herói abandonou a fé quando era criança, deixou de frequentar a igreja aos domingos por ter vergonha de confessar ao padre e contar que havia roubado uma bola de pingue-pongue e um time de futebol de botão em uma loja. Além disso, ele assustava a tia Chininha, uma velha cega crente que morava com a sua avó, dizendo palavrões e imitando a voz do demônio. Mas o pior pecado que ele cometeu foi ter trocado as cruzes de uns túmulos do cemitério. Com esses pecados ele iria direto para o inferno, sem ao menos fazer uma escala no pior lugar do mundo e jamais conseguiria se relacionar com a pura e ungida Begonia.
A viagem no tempo termina quando Adaô ouve a voz da atendente.
— Begonia, tem uma pessoa aqui na recepção que quer falar com você — a recepcionista desliga o telefone e depois olha para ele com seus cílios cheios de rímel. — Ela disse que em cinco minutos, desce. Se quiser, pode esperar lá dentro.
Um pouco nervoso, o jovem cartunista vai até a sala de jogos, pega um dardo e se posiciona bem na frente do alvo.
Em seguida mira no centro e faz a seguinte aposta consigo mesmo: se acertar na mosca, ele fica com a Begonia. Se errar, fodeu. Ou melhor, não fodeu.
Adaô respira fundo algumas vezes, se concentra e arremessa. Foi o pior lançamento da sua vida. O dardo cai fora do alvo e acerta a parede chegando a fazer um furo no reboco.
Por sorte, ele não é supersticioso e ainda tem esperanças.
Assim que acende um Gitanes, Begonia aparece na sala, esplendorosa, como se atraísse toda a luz de Amsterdam. Seus cabelos ainda estão úmidos, entregando que ela acabou de sair do banho. Possivelmente está cheirosa mas isso ele só vai saber quando der um abraço apertado nela. E também está com o rosto inchado de quem acabou de acordar o que não tira nem um tiquinho do seu charme e frescor mediterrâneo.
 
Continua.
Homem-Legenda
Novidade na loja. Prints da imagem em diversos tamanhos e tipos de papel. Clique aqui para ver.
Pinturas originais
Novas pinturas disponíveis na lojinha. Clique aqui para ver.
Aline Completinha
Graças à uma nova gráfica on demand no Brasil, com preços bem mais em conta, você vai finalmente poder completar sua coleção da personagem mais tarada dos quadrinhos. Na Um Livro, na Submarino e na Amazon.
Strip Me + Adão.
Essa parceria já rendeu mais de 70 estampas para camisetas. Para ver a coleção, clique aqui.
Carioca queria encontrar-se consigo mesmo, mas chegou atrasado.
Curtiu essa edição? Sim Não
Adão Iturrusgarai

Correio Elegante

Para cancelar sua inscrição, clique aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Created with Revue by Twitter.