Ver perfil

Correio Elegante - Michelin inflável

Assine o Correio Elegante, minha newsletter semanal. Ela chega todas as sextas-feiras na sua caixa de e-mails. Repasse aos amigos, divulgue. É grátis. Para assinar, clique aqui.
Paris por um triz
Ainda não comprou o seu exemplar do livro que nasceu aqui no Correio Elegante? Links para adquirir: lojinha do Adão, Zarabatana Books, Itiban e Amazon.
Michelin inflável
Constrangido, nosso herói entrega a Begonia seu passaporte.
— Você está falando sério?
Ela solta uma gargalhada e diz:
— Claro que não, bobinho. Só quero checar uma coisa — lê o documento — “Iturrusgarai”… Que coincidência… Conheci alguns parentes seus lá em Aretxabaleta. Moravam em um chalé na montanha e fabricavam queijos deliciosos.
— Caramba, preciso um dia conhecer essa gente.
— Provavelmente vão te receber muito bem. Sabe o que significa o teu sobrenome?
— Não tenho a mínima ideia.
— “Ithurru” é “fonte” e “garai” é “colina”. Adáo, você é a “fonte sobre a colina” — ela se levanta e coloca a mão na pélvis. — E por falar em fonte, preciso aliviar a minha.
Enquanto ela vai em direção ao banheiro, o cartunista da colina aproveita para apreciar a região traseira da sua professorinha de euskera. Ela sabe que ele está de olho e intensifica o rebolado, igual a uma modelo na passarela.
Empolgado, Adaô acende um Gitanes, dá um gole de Guiness e invoca seus poderes sobrenaturais. Sua imaginação de raio-x é capaz de ultrapassar as paredes do pub até chegar ao interior do banheiro. Nosso super-herói consegue ver com clareza os movimentos da bascatalã como se estivesse assistindo uma final da Champions League em uma TV de alta definição. Depois de trancar a porta da cabine, a fofa baixa a calcinha e senta na privada. Não, ela não chega a encostar a bunda na tampa da privada. As mulheres jamais encostam no vaso de um banheiro público. A beldade basca pode ser punk mas é de boa família e asseadinha. Ela agacha um pouco e manda ver. O xixi sai em um jorro forte e quente. Aliviada, Begonia seca sua preciosidade peluda com um lenço de papel bem macio. Em seguida, abotoa a calça e sai da cabine.
O desenhista vê tudo, ao vivo e em cores, com sua visão de raio-x. Depois de lavar cuidadosamente as mãos com água e sabão, ela põe uma moeda no dispensador automático de preservativos e pega umas camisinhas. Definitivamente, não está para brincadeiras.
Nosso herói dá uns pegas no Gitanes e ouve a porta do toalete bater. Begonia volta.
— Esses banheiros são um nojo. Tem que ter muita coragem para encostar a bunda nessas privadas.
Adaô, já tontinho por causa do álcool, quase solta um: “tem que cuidar muito dessa bunda aí porque ela vale ouro”, mas por sorte ele ainda está se controlando.
— Fiquei aqui imaginando tudo isso — diz Adaô, rindo.
Begonia senta, toma um gole de cerveja e pede uma tragada. Em seguida, propõe:
— Vamos no Museu do Sexo?
Aquela pergunta faz os pensamentos reverberarem freneticamente na caixola do jovem cartunista como uma bola de aço ricocheteia entre os bumpers de uma máquina de pinball. Agora ele tem certeza de que a barcelonesa tarada está cheia de más intenções. Ela não quer fazer um programa qualquer, tipo um passeio no parque, visitar o Palácio Real ou a casa do Rembrandt. A diabinha quer dar um rolê no museu do vuco-vuco. Assim, sem cuspe. E é para lá que os pombinhos vão, sem perder tempo com preliminares, já que estão com receio de bater o nariz na porta. Felizmente ainda está aberto. Seria um paradoxo um museu desses não funcionar até tarde.
Logo na entrada, dão de cara com uma estátua da Vênus de Milo em tamanho natural. O jovem cartunista aproveita para tirar uma casquinha e passa a mão na bunda da divindade. A catalã curte a palhaçada e se derrete em risinhos. Ao ver que a piada funcionou, Adaô fica feliz. Vem em mim, boneca. Iturrusgarai é uma fonte inesgotável de diversão. Nada melhor que a companhia de um cartunista, muchachita. Sou suspeito em dizer uma coisa dessas mas é a pura verdade.
Aproveitando que o corredor é estreito e ela está toda serelepe, nosso herói, habilmente, roça na libertina. Ela gosta da manobra e dá uma sutil serpenteada no corpo que reflete nos glúteos. As duas bochechas do andar de baixo fazem uma massagem suave na cintura do nosso herói que fica em ponto de bala. Agora ele é um Concorde taxiando na pista pronto para decolar. Os botões do painel dos instrumentos estão todos em “on” e em breve as turbinas vão acelerar e o bico do bicho vai subir. 
Mas a sensualidade do momento é quebrada pela imagem da primeira boneca inflável da história, tão sexy quanto um boneco do Michelin pelado num colchonete de borracharia. Ainda bem, assim Adaô e sua flor esfriam a peteca, caso contrário, seriam convidados a se retirar. 
 
Continua.
Homem-Legenda
Novidade: "Tecla Foda-se"
Print em formato A3 e A4. Visite a lojinha.
Pinturas originais
Novas pinturas disponíveis na lojinha. Clique aqui para ver.
Aline Completinha
Graças à uma nova gráfica on demand no Brasil, com preços bem mais em conta, você vai finalmente poder completar sua coleção da personagem mais tarada dos quadrinhos. Na Um Livro, na Submarino e na Amazon.
Strip Me + Adão.
Essa parceria já rendeu mais de 70 estampas para camisetas. Para ver a coleção, clique aqui.
Ainda não inventaram a máquina do tempo, mas existe a… nostalgia.
Curtiu essa edição? Sim Não
Adão Iturrusgarai

Correio Elegante

Para cancelar sua inscrição, clique aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Created with Revue by Twitter.